Exoneração de Diretora de Creche lota Sessão da Câmara de Vereadores de Garuva

A exoneração de uma Diretora de Creche Municipal em Garuva lotou a Sessão da Câmara de Vereadores realizada ontem (16). Professores e pais acompanhados de seus filhos compareceram na Sessão pedindo a volta da Diretora.

O Presidente da Câmara Oziel Fernandes Mattos (MDB) permitiu que a Diretora Thaís Mirelle Soares fizesse o uso da Tribuna Livre para explicar aos presentes os motivos da sua exoneração. De acordo com a ex-diretora, em uma rede social, uma Diretora de outra escola agradeceu a Secretária de Educação por ter atendido seu pedido de reforma e ela teria respondido: “que bom que seus pedidos estão sendo atendidos, porque os da nossa instituição infelizmente eu não estou conseguindo que sejam atendidos”.

Thaís disse que foi chamada pela Secretaria de Educação, onde foi cobrada pela sua atitude e pediu desculpas, mas não concordava com a maneira que a Secretária pensava, que por ser a Creche mais nova no município, essa deveria de ser a última a ser atendida.

Ressaltou ainda no uso da Tribuna que essas reivindicações que faz são muito importantes, pois lidam com bebês e toda educação deve ser prioridade. A Secretária teria dito “Quem era você? Ninguém dava uma moeda por você”. Foi então que a ex-diretora foi a área de Recursos Humanos e pediu sua exoneração na última quarta-feira (10).

Novamente em conversa com a Secretária, Thaís disse que pediu para continuar até o último dia letivo desse ano e que foi informada poderia continuar, porém na segunda-feira foi informada que não seria possível sua volta, que estava exonerada e que deveria voltar a sua função na Escola Tancredo de Almeida Neves.

Thaís foi aplaudida pelo Plenário quando fez o pedido para que seja realizado em Garuva como em outros municípios, onde são eleitos pelos pais e professores os diretores de escola e que no município os professores elejam o Secretário de Administração. “Se nós elegemos quem nos governa no país, no estado, no município, na Câmara de Vereadores, porque nós não podemos eleger quem nos governa na educação, que é o futuro do país”, disse.

Os vereadores presentes demonstraram interesse e falaram em realizar Indicação para que o Executivo elabore Projeto de Lei e envie a Câmara de Vereadores para aprovação em Plenário.

O Líder de Governo na Câmara, o Vereador Celso Coelho (MDB) leu uma nota da Secretaria de Educação do município, onde informa: “A Secretaria Municipal da Educação e Cultura de Garuva, através da sua Secretária Monise Nagel, vem respeitosamente prestar esclarecimentos em relação a situação da Diretora Thaís Mirele Soares. No dia 10 de Outubro, em conversa com a Diretora ficou acordado com a mesma que a mesma ficaria no cargo até o fim deste ano letivo, uma vez que já era desejo da Diretora entregar o cargo. Horas mais tarde dessa conversa e no mesmo dia, a Diretora Thaís dirigiu-se ao RH da Prefeitura e pediu sua exoneração. Em nome da Secretaria Municipal da Educação e Cultura de Garuva, sentimos muito o ocorrido, visto que a Diretora vinha desempenhando um ótimo trabalho à frente da instituição e em nenhum momento a Secretaria de Educação e Cultura de Garuva declarou o desejo de sua exoneração.”

Por fim, os Vereadores declararam que iriam conversar com o Prefeito Municipal e a Secretaria de Educação para uma possível solução entre ambas as partes.

Confira no vídeo as palavras da ex-diretora na Sessão de ontem da Câmara de Vereadores:

Comentários do Facebook
SHARE