Polícia Ambiental desmonta local que servia para rinha de galo

Após denúncias anônimas, policiais ambientais e militares localizaram ontem (10), em uma chácara no bairro Piçarras em Guaratuba, estruturada para a realização de rinhas de galo.

No local havia ringues e materiais para deixar o galo mais violentos, além de medicamentos veterinários. Um galo foi resgatado morto e todos os demais estavam machucados.

De acordo com a Polícia, 37 adultos e seis adolescentes assinaram termo circunstanciado e devem pagar multas de R$ 500,00 a R$ 5 mil. A prática de rinhas de galo é considerada maus tratos a animais.

Além do ex-vereador do município de Garuva, foram presos residentes do município de Guaratuba, Paranaguá, Joinville, Itapoá e do Rio Grande do Sul.

Comentários do Facebook
SHARE