Situação da SC-417 é debatida na Assembleia Legislativa de SC

O Deputado Estadual Mauricio Eskudlark (PR) criticou na sessão desta quarta-feira, 8, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, as condições de trafegabilidade da SC-417, que liga Garuva a Itapoá e as praias paranaenses.

Falando sobre as demais rodovias estaduais que encontram-se com os mesmos problemas, o Deputado disse que a rodovia SC-417 “Está na mesma situação, mas com problemas mais localizados. Sei que não é problema do Pinho Moreira, isso é herança do Raimundo Colombo, só que a população não pode esperar a troca de governo”.

“Na SC-114, de Taió a Salete, o leito está em uma situação precária e na SC-477, de Canoinhas a Major Vieira, passei lá no fim de semana, realmente está em uma situação lastimável, a população não aguenta mais”, reclamou Eskudlark.

Antonio Aguiar (PSD) apoiou o colega, mas ponderou a responsabilidade do atual governador. “Depois de um ano se tornou compromisso deste governo, que libere recursos”, sugeriu Aguiar.

Além do movimento intenso de veículos, a SC-417, entre Garuva e Itapoá, chama a atenção pela quantidade de reparos no asfalto e buracos que se abrem na pista, principalmente no período de chuvas. Em uma extensão de pouco mais de 17 quilômetros, há dezenas de trechos com remendos de asfalto, o que deixa a pista com ondulações.

 

Comentários do Facebook
SHARE